quinta-feira, 19 de abril de 2012

Meu Deus de Sempre


-"Meu filho, que nos fizeste? Eis que teu pai e eu andávamos à tua procura, cheios de aflição."

-Por que me procuráveis? Não sabíeis que devo ocupar-me das coisas de meu Pai?

(Lc 2, 48-49)

Obrigado, meu Deus e Senhor, porque cuidaste sempre de mim... em todas as aflições da minha adolescência...
Fui ultrapassando silêncios... falta de respostas... intolerâncias... amarguras...
E venci contigo!!!

Medo gerado... da vida... do amor... do ser humano... de caminhar com as próprias pernas e dos outros depender... uma sentença imposta para valer...



Degraus conquistar... galgar andares do êxito cultural... datilografia... corte e costura... latim, inglês, francês... cultura universal...

Como não corresponder??? Avante!!! Neurônios polidos... êxito vivido...

Sonhar como uma princesa... esperar como uma dama... quase nada conquistar...




Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Deixe-me acreditar que o Pequeno Príncipe vez ou outra deixa seu asteroide e vem me visitar. "

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...